Notícias

A+ A A-

23/04/2018

Sidney Benedito de Oliveira, delegado do Conselho Regional de Economia, em entrevista ao Jornal Cruzeiro, avaliou a abertura de 327 vagas, em Sorocaba

Compartilhe nas redes sociais  

 

Sorocaba cria 327 novas vagas em março

 

 

 

 

 

Sorocaba fechou o terceiro mês consecutivo com saldo positivo em relação às vagas para contratação formal de trabalhadores. Ainda que com um volume total inferior ao de fevereiro -- 327 novas vagas geradas frente a 444 do mês anterior -- o dado aponta a manutenção da recuperação do nível de emprego na cidade. 

Em março, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, 6.514 trabalhadores foram admitidos e 6.187 desligados de seus postos. A variação positiva, no período, foi de 0,18%. 

Os dados de março somam-se aos de fevereiro e também aos de janeiro, que teve um saldo positivo de 447 postos de trabalho, e chegam a 1.218 vagas que se mantiveram ocupadas, após um dezembro marcado pela perda de 1.347 vagas. 

Recuperação 

Nos primeiros três meses deste ano, a recuperação do emprego formal reuniu o maior saldo positivo no setor de serviços, com 1.373 contratações no período. O segundo melhor resultado -- mas bem abaixo do primeiro -- foi no setor de indústria de transformação, com 116 vagas ocupadas. A maior perda, de 521 vagas, foi do comércio. 

Nestes três meses, o acumulado do ano de 1.218 vagas se mostra bem superior a um balanço de apenas 491 que havia sido registrado de janeiro a março de 2017. Se considerado o resultado do período de março de 2017 a março de 2018, este também se mostra positivo, com 69.584 admissões e 69.247 desligamentos, um saldo positivo de 337 vagas. 

Análise 

Na avaliação de Sidney Benedito de Oliveira, delegado do Conselho Regional de Economia (Corecon), trata-se de um crescimento e uma recuperação, ainda que tímida, mas que mostra o resultado das expectativas vividas pelo setor econômico: "Essa expectativa se cria em função também das medidas anunciadas pelo governo. E é preciso que ela continue sendo favorável." 

Ele considera que a recuperação da região de Sorocaba, principalmente em razão de possuir um parque industrial diversificado, tem sido boa em comparação a outras partes do Brasil. A variação entre contratações e desligamentos na cidade, em março, foi superior à média brasileira no mês -- que ficou em 0,15, com 1.340.153 admissões e 1.284.002 desligamentos -- mas inferior à de todo o Estado de São Paulo, que ficou em 0,26, com 425.778 admissões e 395.319 desligamentos. 

Série histórica 

Se considerada a série histórica anual do município, o resultado dos três meses iniciais do ano mostra a primeira reação da retomada do nível de emprego desde 2014, quando durante todo o período o saldo foi de 635 vagas. Depois disso, 2015 fechou com saldo negativo de - 12.283, 2016 em - 8.614 e 2017 em - 317. "Embora a economia tenha melhorado em relação à atividade industrial, ao PIB, a recuperação do nível de emprego ainda não foi grande. Porém, a questão do emprego não é um problema só do Brasil. Até países desenvolvidos têm sofrido com o nível de emprego", pontua Oliveira. 

Para o economista, num ano de eleições presidenciais as expectativas do mercado giram, principalmente, em torno das soluções apontadas para a redução do déficit fiscal.

 

 

 

FONTE: https://www.jornalcruzeiro.com.br/materia/879595/sorocaba-cria-327-novas-vagas-em-marco

Voltar Imprimir

Preencha o formulário e atualize o seu cadastro no CORECON.